Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Agosto, 2009

In a normal day…

-Não sei…

-Oh, diz lá.

-A sério não foi nada.

-Tens medo de me dizer?

-Não sei, não importa o que façamos, aquilo que possamos escolher… Acabamos sempre por morrer…

-Mas isso é óbvio, respondeu-me ela com um sorriso..

Fiquei maravilhado, com uma resposta tão simples…

Read Full Post »

Qual é de facto o significado de estar apaixonado? Como é que eu posso pegar em algo que se sente, de tantas e variadas maneiras, e expressar esse algo por palavras? É necessariamente impossível, atribuir-lhe um conjunto (simpático) de palavras que se adeque uniformemente a todas as pessoas. É o primeiro impacto, é a primeira impressão, o primeiro olhar, é o mistério, o novo, por assim dizer. É algo que não tem explicação, somado ao desconhecido. Esse sim, é certo que lá está.

Quem será? Porque me fascina assim? Desta maneira, irremediavelmente pertubadora….

Não consigo conceber “paixão”, sem mistério. É algo que faz parte, mas não é o todo, senão estaria apaixonado por todas as pessoas que visse pela primeira vez. É o elemento que está ali sempre presente. (Talvez o único?) Se por um lado ambiciono uma relação duradoura e saudável, com o tempo, o mistério, é diluído em intimidade. Já me sinto confortável com aquela pessoa, já me posso abrir completamente com ela, coisa que jamais faria se a desconhecesse. É, para mim, a transformação desse mistério em intimidade que, também, do mesmo modo, leva a paixão ao amor. Muitos poderão, e irão, discordar de mim, mas à medida que o mistério se dissolve a paixão esfria (desaparece?). Não penso que seja algo mau, não, não me interpretem mal, apenas acho que é o próximo passo. Dessa paixão, nasce o amor. É como a larva que se tranforma numa borboleta. É, necessariamente, impossível amar alguém que se desconhece e apaixonar-se por alguém que se conhece.

Read Full Post »

And we are back…

Again…

Read Full Post »